Julia Panadés: DESENHOS DA ESTAÇÃO

Desenhos da Estação é o resultado do hábito de Julia Panadés de colecionar folhas, flores, frutos, raízes, ramos e sementes de diversas espécies botânicas encontradas pela cidade. Para Julia, “São restos vegetais encontrados no chão, desprendidos por maturidade ou pela incidência de chuvas e ventos. Com o tempo eles vão ficando cada vez mais secos, estalam, mudam de cor, viram pó, enquanto novas coletas refazem a vitalidade do acervo”. Julia começou a colecionar o que ela chama de “restos sazonais” como forma de aprender o gesto do broto, a abertura do fruto e o “silêncio das sementes, a pele da folha, a intimidade da flor, a vivacidade do ramo, a força da raiz”. Os Desenhos da Estação são fruto desta tematização das plantas e pela sua coleção de restos. Com ela, Julia aproxima o vegetal, o humano, o desenho e a palavra a partir da observação meditativa dos restos botânicos, sempre com uma técnica apurada que mistura a aquarela, o guache e o grafite sobre a trama lisa do papel. Desenhos da Estação fala sobre a graça dos ciclos da natureza, potencialmente infinita.

Quase lá...

Não há nenhum produto ainda, mas, quando você começar a adicioná-los, eles aparecerão aqui, independentemente se estiverem em uma coleção.

Adicionar um produto